top of page

Paulinas Livraria inaugura nova marca


(Foto: Divulgação)

Texto: Juliana Borga | Site Paulinas


Vivemos rodeados por marcas. Elas são o DNA das empresas, o que conecta o cliente ao produto. Uma marca deve representar o conjunto de valores que dão identidade e propósito à atuação da instituição. Trata-se de um “organismo vivo”, que está em constante transformação, pois deve acompanhar as demandas da sociedade.


Depois de 30 anos do lançamento da atual marca, a Paulinas percebeu que era hora de se adequar melhor às necessidades da evangelização no tempo presente. Após pesquisas e análises sobre a presença e a missão na internet, realizadas em 2021 e 2022 pela Equipe Internacional de Apostolado Digital, chegou o momento de reposicioná-la no mercado, tendo como elementos motivadores a inovação e a modernização.


A mudança não é apenas uma operação gráfica, mas, principalmente, uma renovação no compromisso editorial e de difusão da Paulinas. Os resultados dessa análise foram apresentados em encontros apostólicos continentais on-line, dos quais participaram mais de 100 irmãs, empenhadas em tarefas de responsabilidade em diferentes níveis.


Valores da marca


A marca Paulinas é a assinatura da atividade apostólica das irmãs que estão presentes em todos os continentes. É um elemento de comunicação para apresentar o que elas são e o que fazem no mundo. É um sinal que as identifica, um meio de interação com a Igreja, com as demais organizações, com as pessoas e a sociedade.




O logotipo de Paulinas transmite a mensagem de uma instituição globalizada, que dissemina conteúdos comunicacionais de qualidade por todo o mundo. A mudança é fruto de uma visão de futuro, de como as irmãs querem atuar neste século XXI.


A missão de fazer o rebranding da marca, que envolveu centenas de idiomas em 50 países, foi dada à Agência Nova Ópera, do italiano Riccardo Rossi, durou mais de dois anos e envolveu centenas de freiras e leigos de todo o mundo.


História

Desde a fundação (1915), as Filhas de São Paulo, conhecidas como Irmãs Paulinas, procuram moldar sua vida religiosa como serviço ao mundo, como comunidade de fé e de amor, na qual se preparam e se aperfeiçoam para ser “missionárias das metrópoles” e “missionárias universais”.


A partir da década de 1940, a marca Edições Paulinas passou a ser aplicada às publicações tanto dos Padres e Irmãos Paulinos quanto das Irmãs Paulinas, porém não existia uma identidade visual específica para as editoras.




O logotipo de Paulinas transmite a mensagem de uma instituição globalizada, que dissemina conteúdos comunicacionais de qualidade por todo o mundo. A mudança é fruto de uma visão de futuro, de como as irmãs querem atuar neste século XXI.


A missão de fazer o rebranding da marca, que envolveu centenas de idiomas em 50 países, foi dada à Agência Nova Ópera, do italiano Riccardo Rossi, durou mais de dois anos e envolveu centenas de freiras e leigos de todo o mundo.


História


Desde a fundação (1915), as Filhas de São Paulo, conhecidas como Irmãs Paulinas, procuram moldar sua vida religiosa como serviço ao mundo, como comunidade de fé e de amor, na qual se preparam e se aperfeiçoam para ser “missionárias das metrópoles” e “missionárias universais”.


A partir da década de 1940, a marca Edições Paulinas passou a ser aplicada às publicações tanto dos Padres e Irmãos Paulinos quanto das Irmãs Paulinas, porém não existia uma identidade visual específica para as editoras.




Palavras que iluminam, missão que transforma


Não é por acaso que o dia 5 de fevereiro de 2024 foi escolhido para o relançamento da marca Paulinas; dois aniversários de grande significado para as Filhas de São Paulo são comemorados nessa data: o 60º aniversário do nascimento para o céu de Irmã Tecla Merlo, cofundadora do Instituto, e o 30º aniversário do lançamento da marca editorial Paulinas.

Uma oportunidade preciosa para relembrar a história vivida e revigorar a missão de evangelização no mundo global contemporâneo. A renovação da marca pretende oferecer uma nova forma de anunciar o Evangelho, considerando todos os novos meios de comunicação, dessa forma as irmãs continuam com a reputação de “inovadoras por vocação”.


Mas será possível afirmar que o redesign da marca representa um novo capítulo na história da congregação? A resposta é “sim”. 




A superiora provincial do Brasil, irmã Marlene Konzen, explica os motivos: “É um novo tempo para nossa congregação religiosa. Um novo impulso e ardor missionário surgem. Completaremos, em junho, 109 anos de história no mundo, somos uma marca sólida e credível, sempre em processo de mudança para se adequar às necessidades da evangelização em cada tempo. A mudança é principalmente uma renovação no compromisso editorial e de difusão da Paulinas: ser uma editora missionária. Com as nossas edições, queremos colaborar no processo da evangelização, deixando-nos curar e libertar pela Palavra, para assim levar uma mensagem de esperança, de paz, de solidariedade às pessoas do nosso tempo, que estão feridas. A confiança no Espírito Santo nos faz acreditar numa nova humanidade a partir deste momento de crise histórica, pós-pandêmica e de guerras, e impele-nos a ser testemunhas humildes, capazes de concentrar energias em pontos essenciais e em objetivos claros que conduzam a uma profunda revolução, a do Evangelho”, finaliza.


Kommentare


bottom of page