Neste final de semana a Igreja no mundo inteiro realiza a Coleta do Óbolo de São Pedro


(Imagem: site CNBB)


Domingo, dia 03/07, quando a liturgia lembra a Solenidade de São Pedro e São Paulo Apóstolo, celebramos o Dia do Papa. Além das orações que todos os fiéis são convidados a fazer pelo Sumo Pontífice, temos ainda a Coleta do Óbolo de São Pedro, valor no qual os cristãos do mundo inteiro ajudam nas atividades caritativas do Santo Padre.


A palavra óbulo significa moeda de pequeno valor ou um pequeno donativo feito aos pobres, esmolas. Ao todo temos cinco campanhas de arrecadação na Igreja e a do Óbolo de São Pedro é a única que vai integralmente (sem divisões de porcentagens) para o Santo Padre. Ele distribui as ofertas às dioceses mais pobres no mundo, entre Institutos de caridade e as mais diversas obras sociais que a Igreja Católica possui.


Assim, a oferta da missa referente à Solenidade de São Pedro e São Paulo Apóstolos, que em geral se comemora no dia 29 de junho, mas, no Brasil, acontece no final de semana seguinte, neste sábado e domingo, dias 2 e 3 de julho, respectivamente, são doadas integralmente à Nunciatura Apostólica, através das dioceses/arquidioceses, que fazem chegar até a Cúria Romana.


Em entrevista ao site do Vaticano, o padre jesuíta Juan Antônio Guerreiro Alves, Secretário para a Economia, expressou a importância desta contribuição, que demonstra, assim como se faz com o dízimo e as ofertas, o compromisso de fé, amor e generosidade à Igreja:


“É importante colaborar porque não podemos pensar que a missão da Igreja pode ser sustentada sem a contribuição dos fiéis. O anúncio do Evangelho no mundo inteiro, com tudo o que isso implica, pressupõe uma estrutura de apoio".

Estatísticas do Óbolo


Desde 2020, com a pandemia, as contribuições da Coleta do Óbolo de São Pedro vêm oscilando, assim, em 2022, com a arrefecimento do quadro grave em que o mundo inteiro se encontrava, em virtude da pandemia, espera-se que as ofertas possam ajudar justamente os Países e lugares mais prejudicados pelos problemas da COVID-19.


Segundo o Vatican News, dos 65.3 milhões de euros doados em 2021 em projetos caritativos, 46.9 milhões foram de ofertas recebidas durante o ano e 18.4 milhões somente de ativos do Óbolo. 


Entre os Países que mais doam estão, nesta ordem: EUA (29,3%), Itália (11,3%), Alemanha (5,2%), Coréia (3,2%) e França (2,7%). 


Em 2021, 167 projetos, distribuídos entre 67 Países, foram beneficiados. No que diz respeto a termos continentais, entre os que receberam um número maior de doações estão: África (41,8%), América (23,5%), Ásia (8,2%), Europa (1%).


Sobre as coletas obrigatórias

Existem cinco coletas consideradas obrigatórias e que os católicos brasileiros precisam estar atentos. Por ordem cronológica do ano, são elas:


Coleta dos Lugares Santos, acontece na Sexta-feira Santa. Esta oferta é integralmente enviada à Cúria Arquidiocesana para repasse à Obra Pia da Terra Santa. 


Campanha da Fraternidade, realizada na Quarta-feira de Cinzas, os valores são enviados à Cúria Arquidiocesana, que repassa 40% da arrecadação para o Fundo Nacional de Solidariedade e 60% deste valor, fica para o Fundo Arquidiocesano de Solidariedade. 


Óbolo de São Pedro, geralmente entre o dia 28 de junho e 4 de julho, por ocasião do Dia do Papa, o valor arrecadado na missa da Solenidade de São Pedro e São Paulo Apóstolo, é enviado integralmente à Cúria Arquidiocesana para repasse a Nunciatura Apostólica, onde a oferta é destinada às obras caritativas do Santo Padre. 


Domingo das missões, é a oferta que acontece no penúltimo domingo do mês de outubro, destinada à missão. O valor é repassado integralmente à Cúria Arquidiocesana, que repassa o valor à Pontifícias Obras Missionárias. 


Campanha de Evangelização, trata-se da coleta realizada no 4º Domingo do Advento, e o valor arrecadado é encaminhado à Cúria Arquidiocesana, que repassa 40% à CNBB Nacional e 60% para o Regional Nordeste 5 da CNBB. 


Como fazer para doar na Arquidiocese de São Luís do Maranhão? 


A coleta das missas deste final de semana, 2 e 3 de julho, referentes a Solenidade de São Pedro e São Paulo Apóstolos, será destinada integralmente ao Óbolo de São Pedro. Basta para isso, o fiel fazer sua oferta durante a missa. 


Contudo, é possível seguir colaborando durante todo o ano. A Igreja costuma receber ofertas voluntárias, doação de legados e heranças, de fieis, institutos e empresas, durante todo o ano, além do Dia do Papa. Você pode fazer isso, acessando o site do vaticano: https://www.obolodisanpietro.va/it.html