• arquislma

Força em meio à crise


Foto: domínio público



Desde a coragem de Joquebede até a submissão de Maria, a Bíblia nos presenteia com diversas histórias de mulheres que fizeram de tudo por seus filhos. Porém, assim como essas mães tiveram de combater o bom combate ao longo de suas jornadas, os dias de hoje continuam com os mesmos desafios.


A pandemia da Covid-19 é um exemplo, abalando a todos, cujas consequências de tamanha tragédia se manifestam em diversos setores, mas principalmente na vida de mulheres que todos os dias batalham por suas vidas e a de seus filhos.


Juliana Amorim que o diga! A estudante de Psicologia teve de aprender a lidar com a gestação do filho ao mesmo tempo em que entrava em quarentena, ainda no início de 2020. “Muitas vezes eu pensei em desistir do meu curso, porque tem uma grande sobrecarga. Você pensa: onde que sobra espaço na sua mente para voltar à faculdade?”, explica. Escrever o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) enquanto o bebê tinha apenas 3 meses de idade foi desafiador e a estudante conta que madrugou diversas vezes para se dedicar à pesquisa. Mas a rede de apoio, relata ela, foi fundamental para lidar com esse momento.



Trabalho, maternidade e pandemia


Foto: domínio público


Trabalhar e ser mãe enquanto se vive a maior crise sanitária do país é uma realidade desafiadora, especialmente quando o desemprego atinge com mais força as mulheres - isto, de acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) que apontam a participação feminina no mercado, durante esse período, sendo a menor em 30 anos.


Vannessa Azevedo, terapeuta integrativa, vivencia a realidade de uma forma diferente pois, além de ser mãe, teve que aprender a gerenciar esse momento também como trabalhadora. “Eu descobri uma nova forma de trabalhar. A pandemia me trouxe uma nova forma de viver”, afirma ela, que nunca havia cogitado realizar atendimento remoto até se ver obrigada a isso. “Felizmente deu muito certo! Iniciei o trabalho online mais por demanda dos meus clientes”, relembra. Embora a gestão do tempo ainda seja um grande desafio, a terapeuta encontrou nesse experimento inicial uma oportunidade de fazer avançar o seu negócio.



A psicóloga Verusca Queiroz afirma que ter uma estrutura emocional fortalecida é um grande diferencial quando se trata de enfrentar momentos de crise. “As mulheres vão usar o medo e a ansiedade, não como obstáculo, mas como algo capaz de conseguir fazer deles uma espécie de mola que as impulsione”.




Foto: domínio público



Como fortalecer a mente durante esse período? Confira algumas dicas da psicóloga:


● Faça terapia.

● Pratique exercícios físicos.

● Priorize boas noites de sono.

● Não deixe de conversar com quem ama (mesmo que seja por vídeo-chamada).

● Distancie-se um pouco dos noticiários.

Exercite sua fé diariamente.

7 visualizações