• Secom

Especial de Páscoa: segundo domingo pascal

“Meu Senhor e meu Deus!” (Jo 20,28)


Por: Diácono Bruno Pimenta /

Pós-graduando em teologia bíblica /

Santuário São José de Ribamar



Pascom São Pantaleão

A alegria está no coração do discípulo que crê e reconhece a presença do Senhor. O Ressuscitado vem ao encontro dos discípulos, põe-se no meio deles, lhes concede a paz e os envia com a missão de perdoar os pecadores. Oito dias depois o Senhor volta à presença dos corações incrédulos com o desejo de transformá-los; por isso, Tomé, após um momento de fraqueza foi capaz de professar sua fé.


Hoje, talvez sejamos nós os discípulos que se encontram às portas fechadas por medo de tantas ameaças que nos querem ceifar a vida; fechamos a posta do coração para o perdão, dos nossos grupos, pastorais e movimentos para não acolher o diferente, etc. Por isso o Ressuscitado continua a aparecer no meio de nós querendo animar nosso espírito de discípulos missionários, impulsionando-nos ao movimento de saída. Se acreditarmos que Ele está presente no meio de nós, então somos os bem-aventurados, pois cremos sem ter visto!


Que tal?


1. Neste domingo da misericórdia destacar a imagem ou um quadro do Sagrado Coração de Jesus;


2. Deixar a igreja em clima de festa com flores e velas no altar;


3. Rezar o terço da misericórdia antes da missa, ou uma dezena no pós-comunhão;


4. Preparar um momento de partilha após a celebração com a finalidade de manifestar a alegria e união da comunidade;


5. Escolher os cantos que falam do amor misericordioso de Jesus e encaixá-los na liturgia (Tomé/Davidson Silva; Cantemos a caridade do coração de Jesus/Rafael Rangel; Ninguém te ama como eu/Martim Valverde).


27 visualizações