top of page

Dom Ivanildo Almeida é ordenado 3º bispo da diocese de Cametá (PA) e 9º bispo da Igreja no Maranhão


(Momento da sagração de dom Ivanildo Almeida, pelas mãos de dom Gilberto Pastana, bispo co-sagrante | Foto: Antônio Mota Neto)

Neste sábado (17), a cidade sede da diocese de Imperatriz, a 632,4km da capital maranhense, recebeu a cerimônia histórica de ordenação de dom Ivanildo Oliveira Almeida, nomeado pelo Papa Francisco, em abril deste ano, bispo da Diocese de Cametá, estado do Pará. A Missa de ordenação aconteceu na Catedral Nossa Senhora de Fátima, Centro de Imperatriz, tendo sido presidida por dom Vilsom Basso scj., bispo da diocese de Imperatriz. Foram bispos co-sagrantes, o presidente do Regional NE5, dom Gilberto Pastana, arcebispo de São Luís do Maranhão e dom Francisco Lima Soares, bispo da Diocese de Imperatriz.



Segundo reportagem do jornal O Progresso (periódico local), participaram ainda como concelebrantes da ordenação de dom Ivanildo, 21 bispos, entre eles, os bispo do Regional NE 5, os nove epíscopos do Regional Norte 2 e o bispo de diocese de Araguaína. Além dos bispos, estiveram concelebrando mais de 100 padres, sendo parte deles da diocese de Imperatriz, mais alguns outros padres das dioceses do Regional NE5.


Entre os clérigos da Arquidiocese de São Luís do Maranhão estavam: padre José Raimundo Trindade, padre Everaldo Araújo, padre Clemilton Moraes, padre João Pedro Fonseca e ainda, os diáconos permanentes Silvio Tavares e David Martins Nunes Júnior, da Forania Nossa Senhora da Vitória.


A posse de dom Ivanildo Almeida está marcada para o dia 8 de julho, em Cametá, Pará e a diocese de Imperatriz, assim como membros da paróquia Nossa Senhora dos Remédios, da Arquidiocese de São Luís do Maranhão, lugar onde dom Ivanildo prestou assistência, quando reitor do Seminário Bom Pastor, da Diocese de Imperatriz, localizado na capital maranhense.


As primeiras Missas de dom Ivanildo e sua posse

Uma vez ordenado bispo, dom Ivanildo celebrará sua primeira Missa como epíscopo domingo (18), na comunidade que o gerou padre, a Igreja - agora paróquia - São José do Egito, localizada no bairro Bacuri, em Imperatriz.


Á noite, às 19h, dom Ivanildo presidirá a Missa na Catedral de Imperatriz.



Ordenado um bispo, nasce um apóstolo


Segundo o código de direito canônico, "os bispos são sucessores dos apóstolos, constituídos para serem mestres da doutrina, sacerdotes do culto sagrado e ministros da governação" (Cân. 375). E acrescenta que, “assim como, por disposição do Senhor, São Pedro e os outros Apóstolos constituem um colégio, de forma semelhante estão entre si unidos o Romano Pontífice e os Bispos, sucessores dos Apóstolos” (Cân. 330).


Deste modo, é correto, portanto, dizer que ao nascer um bispo, nasce um apóstolo. E foram eles que, durante esses mais de 20 séculos da Igreja, conduziram o povo de Deus, na fidelidade ao Papa, que se finca e tem razão (inclusive da obediência) de ser, no Amor a Nosso Senhor Jesus Cristo.


No estado do Maranhão, devido ao processo de expansão do cristianismo, foi comum que os primeiros bispos do estado, fossem estrangeiros. Com o crescimento e formação do clero local, isso foi mudando, paulatinamente, de modo que a ordenação de Monsenhor Ivanildo - agora dom Ivanildo Almeida - corresponde ao aumento do número de padres nascidos no Maranhão, nomeados bispos pelo Papa.


Veja abaixo quem são:

1- Dom Adalberto Paulo da Silva OFM, bispo emérito de Fortaleza (CE).

2- Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, arcebispo emérito da Arquidiocese de Teresina (PI)

3- Dom Benedito Araújo, bispo da Diocese de Guajará-Mirim (RO)

4- Dom Sebastião Bandeira, bispo da Diocese de Coroatá (MA)

5- Dom Sebastião Duarte, bispo da Diocese de Caxias do Maranhão (MA)

6- Dom Valdeci Santos Mendes, bispo da Diocese de Brejo (MA)

7- Dom João Muniz, bispo da prelazia do Alto Xingu (PA)

8- Dom Francisco Lima Soares, bispo da diocese de Carolina (MA)

9- Dom Ivanildo Oliveira Almeida, bispo da Diocese de Cametá (PA) 


Sobre a Diocese de Cametá


Completando dez anos de fundação neste ano, a Diocese de Cametá, uma das dez Dioceses que compõem o Regional Norte 2, estava vacante, após o Papa Francisco ter nomeado dom José Altevir da Silva como bispo prelado de Tefé. Em maio de 2022, em caráter provisório, o Santo Papa nomeou como administrador apostólico de Cametá, o bispo da Diocese de Abaetetuba, dom Maria Chaves dos Reis, que passou a responder pelas pelas duas Dioceses.


Atualmente Cametá está dividida em quatro áreas pastorais: São Lucas, São Marcos, São Paulo e Maria Mãe dos Povo. Em março deste ano, dom Gilberto Pastana de Oliveira, esteve como pregador do retiro dos padres das Dioceses de Abaetetuba e da Diocese de Cametá, que devido o contexto excepcional, realizaram juntos o retiro.



Antes de nomeado pelo Papa, Monsenhor Ivanildo Almeida estava como diretor geral do Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (Iesma) e será o terceiro bispo diocesano de Cametá.



Dom Ivanildo Almeida


Maranhense, do município de Arame, localizado a 449km de distância da capital maranhense, dom Ivanildo Ameida nasceu no dia 25 de março de 1972 e entrou no Seminário Maior Santo Antônio, em São Luís, no ano de 1994. É graduado em Filosofia (1997) e Teologia (2001), tendo feito as duas graduações no Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (Iesma), lugar onde ele hoje ocupa a função de diretor.


Ordenado presbítero no dia 22 de dezembro de 2001, em sua trajetória de padre, atuou em paróquias da cidade de imperatriz, sede da Diocese de nome homônimo, até o ano de 2008, período em que foi morar em Roma, para cursar o mestrado em Direito Canônico, na Pontifícia Universidade Lateranense.


Em 2011, foi nomeado reitor do Seminário Maior Bom Pastor, diocese de Imperatriz. No ano de 2012, começou a lecionar Direito Canônico no Iesma e em 2013, foi nomeado vigário judicial do Tribunal Regional Eclesiástico do Maranhão. Até o dia em que recebeu a notícia da nomeação do Papa Francisco para ser bispo de Cametá (PA).

Comentarios


bottom of page