top of page

Dom Gilberto Pastana preside Missa em sufrágio pela alma de Bento XVI, na Catedral de São Luís

(Dom Gilberto durante missa em sufrágio pelo Papa Bento XVI | Ascom Arquidiocese de São Luís do Maranhão)

Dom Gilberto Pastana, arcebispo de São Luís do Maranhão, presidiu nessa sexta -feira (6/1) missa em sufrágio pelo Papa Bento XVI, falecido no último dia do ano de 2022, e sepultado quinta-feira (05/1), em Roma.


No início dessa semana, dom Gilberto emitiu uma nota onde orientava os padres que em todas as Paróquias da Arquidiocese, em horários de acordo com a realidade em cada Paróquia celebrassem missa pelo Pontífice.


A nota orientava sobre a liturgia utilizada e que, se possível, no Presbitério, fosse ornamentado um lugar de destaque com a foto de BentoXVI, e o Círio Pascal.



Durante sua homilia, dom Gilberto dedicou grande tempo lembrando os fiéis a trajetória do Santo Pontífice, falou sobre sua inteligência e suas contribuições intelectuais. Fato que fez com que, em vida, fosse considerado um dos maiores teólogos dos nossos tempos.


Recordou a confiança que São João Paulo II possuía em Bento XVI, onde não tomava decisões sobre doutrina sem o consultar. E fez menção ao pedido que já se escuta no Vaticano que, uma vez canonizado, seja declarado doutor da Igreja.


A comunidade do Centroo se fez presente à celebração.



Ao final da Santa Missa, quanso caminhava para a sacristia, dom Gilberto parou diante do quadro do Papa Bento XVI, tocou na imagem, e prestou sua homenagem em um silêncio respeitoso, Àquele que um dia foi o instrumento de Deus para escolhê-lo como Bispo (2005).



コメント


bottom of page