top of page

Coordenação de Corpus Christi recebe presidente da Asma e alinha ações de acessibilidade para o público


Na manhã desta quarta-feira (15), padre Jadson Borba, coordenador da Ação Evangelizadora Missionária (AEM) e do Projeto Corpus Christi 2024, recebeu no secretariado da AEM, membros da pastoral do Surdo do Maranhão, Louize Ludymila Oliveira, que também é presidente da Associação de Surdos do Maranhão (Asma) e Jhonatas Lins, membro do grupo Mãos que Evangelizam, do Santuário Nossa Senhora de Nazaré, Cohatrac.


A comitiva tratou sobre as ações de acessibilidade para esta edição Corpus Christi, onde terão inovações no que diz respeito ao acesso das pessoas com deficiência.

(Louize Ludymila Oliveira, presidente da Associação de Surdos do Maranhão | Foto: Ascom ArquiSLZ)

Louize Ludymila e Jhonatan atuam de modo profissional na área de acessibilidade. Ludmyla é professora na Escola Municipal de Germano Gercez, em São José de Ribamar, além de tradutora e intérprete de libras do vice-governador, Felipe Camarão.

(Jhonatan Lins e padre Jadson Borba | Foto: Ascom ArquiSLZ)

Jhonatan Lins trabalha na Secretaria Estadual Adjunta dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Maranhão, onde atua na Central de Interpretação de Libras (CIL).


A exemplo das edições anteriores, a coordenação contará com uma equipe de intérpretes para garantir acessibilidade aos surdos tanto no estádio, durante a Missa, quanto para a transmissão, aos que forem acompanhar pelo YouTube da arquidiocese (@arquislz). Somado a essas ações, será ativada uma campanha para as redes sociais, convidando a comunidade para o dia 30 de maio, no estádio Nhozinho Santos, com vídeos produzidos com libras e audiodescrição.


(Tereza Duarte, coordenadora regional e arquidiocesana da Pastoral do Surdo no Regional NE5, CF2023 | Foto: Ascom ArquiSlz)

Durante a visita, a presidente da Asma, Louize Ludymila, realizou o sonho de conhecer o arcebispo de São Luís do Maranhão, dom Gilberto Pastana. O arcebispo agradeceu o trabalho da Pastoral do Surdo na Arquidiocese e reforçou o apoio que seguirá sendo dado às ações ações evangelizadoras missionárias da pastoral.



A visita serviu também para o nascimento de novas frentes de trabalho para a equipe de Libras. A partir deste ano, será criada a comissão para acessibilidade nos eventos da Igreja. Um marco na gestão pastoral de nossa arquidiocese, que avança na proposta da Igreja em saída, que busca chegar às pessoas que precisam de linguagens, técnicas e tecnologias específicas para terem acesso ao Evangelho. É o caso da Libras e da audiodescrição, por exemplo.

Comments


bottom of page