top of page

Carne vale! Dom Pastana celebra no Rebanhão, no último dia de Encontros e Retiros na Arquidiocese


(Dom Gilberto Pastana, presbíteros e Presidente da RCC na missa de encerramento do Rebanhão 2023 | Foto: Ascom Arquidiocese de São Luís do Maranhão)

Encerrando o período de Encontros e Retiros de Carnaval na Arquidiocese de São Luís do Maranhão, dom Gilberto Pastana, arcebispo metropolitano, presidiu a missa no último dia no evento Rebanhão, encontro que acontece no período de carnaval, promovido há 32 anos pela Renovação Carismática Católica (RCC) da Arquidiocese. Dom Gilberto presidiu a missa da segunda-feira de Carnaval (20), no Rebanhão em Rosário, e na terça-feira de Carnaval (21), em São Luís, no Angelim.


Em sua homilia, dom Gilberto ressaltou que encontros e retiros de carnaval são oportunidades para se mudar de vida com uma ajuda do Alto.


"Todo retiro é uma benção de Deus, pois quem faz o retiro, muda de vida. Todos que participaram aqui, certamente mudaram de vida...Um retiro é sempre uma oportunidade de mudar, não a partir de nós mesmos, mas a partir de Deus!", ressaltou dom Pastana.

Cerca de 2.000 pessoas participaram durante esses três dias de evento, que reuniu não apenas os carismáticos (frequentadores de grupos de oração da RCC), mas diversos movimentos, pastorais, e pessoas que, mesmo sem participarem de um movimento ou pastoral da Igreja, desejaram conhecer esta experiência de "Carnaval diferente".



Neste ano, a data coincidiu com o aniversário do surgimento da RCC no mundo, o Retiro de Duquesne (EUA), realizado de 17 a 19 de fevereiro de 1967, há 56 anos, com 25 jovens que tinham a intenção de renovar as promessas batismais, confirmadas no Crisma, e pedir a uma experiência nova com o Espírito Santo de Deus. Tal como a que os apóstolos vivenciaram, em Pentecostes, no Cenáculo , narrada no livro de Atos dos Apóstolos (At 2).


(Foto histórica dos jovens no dia do Retiro em Duquesne, EUA, 1967)

Para Gleyvison Cunha, presidente arquidiocesano da RCC, a presença de dom Gilberto, e o êxito de promover o evento em dois lugares foram ações estratégicas importantes para que pessoas de diferentes localidades pudessem participar.


"A ideia foi permitir aos moradores dos municípios da Forania de São Benedito (11 municípios) que participassem do Rebanhão sem se deslocar para São Luís, diminuindo custo e ajudando a mais pessoas participarem", explicou Gleyvison.

Após dois anos de restrições e mudanças devido a pandemia, com o arrefecimento do período crítico da COVID-19, a coordenação da RCC distribuiu o Rebanhão em dois locais : na cidade de Rosário (MA), onde aconteceu no Ginásio Ferreirinha, na Forania São Benedito, região continental da Arquidiocese de São Luís do Maranhão, e na parte insular da Arquidiocese, na sede da RCC, Associação Cristo Rei, bairro Angelim.


(Dom Gilberto Pastana presidindo missa no Rebanhão, em Rosário | Foto: Ministério da Comunicação Social, RCCSlz)

Entre os que apostaram em um carnaval diferente, estava o balsense, cantor de música popular, Manoel Gomes, autor do hit "Caneta Azul", que ganhou notoriedade em 2019, após repercussão de artistas e famosos, como o DJ Alok, e o jogador Neymar. Em São Luís para participar do Carnaval, Manoel Gomes também experimentou o Carnaval diferente proposto no evento da RCC, e chegou a fazer um convite para o Rebanhão nas redes sociais.


(Jovens da Paróquia São João Calábria com Manoel Gomes, o Caneta Azul)

Por não ser propriamente um retiro, mas um encontro que se propõe ser um Carnaval alternativo, o Rebanhão ofereceu uma estrutura onde os participantes contaram com uma programação que contemplava momentos de reflexão, espiritualidade, Adoração ao Santíssimo, e missas que aconteceram dentro do espaço da sede da RCC. Na praça Cristo Rei, espaço externo, foi montada uma estrutura com serviço de lanchonete, tendas para descanso e vivência fraterna, tenda de diversão para as crianças, e um palco onde aconteceram as atividades culturais, incluindo o show de encerramento com o cantor católico goiano, Antônio Alves.


(Crianças no Rebanhãozinho testemunhando a alegria de participar do momento ao repórter da Globo local)

(Crianças do Rebanhãozinho dando entrevista para o repórter da Rede Vida)

Já o Rebanhãozinho, espaço kids dedic0⁰ado aos pequeninos, aconteceu na Quadra da Escola Haydée Chaves, também na Praça Cristo Rei (Viva Angelim).


(Da esquerda para direita: Gleyvison Cunha, Presidente da RCCSlz, Esmênia Miranda, vice-prefeita, dom Gilberto Pastana, Arcebispo, Braide, Prefeito, Graziele, primeira dama, Marco Duailibe, secretário municipal de Cultura, e assessor do Prefeito)

Participaram da missa de encerramento do Rebanhão, o Prefeito de São Luís, Eduardo Braide e sua esposa Graziela Braide, a vice-prefeita, Esmênia Miranda, o Secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe, e o vice-governador, Felipe Camarão. Em sua fala, Felipe Camarão ressaltou a importância e singularidade do momento: "O Carnaval é a festa da carne, mas aqui estamos para festejar a festa do Espírito Santo", pontuou ao expressar a alegria em participar da missa no evento.


Carnaval, momento de Encontros e Retiros na Arquidiocese de São Luís do Maranhão!


Há 32 anos o Rebanhão surgiu como uma alternativa aos católicos que desejavam viver uma opção alternativa de carnaval, a exemplo do que acontecia no Brasil inteiro, onde, motivados pela onda do movimento carismático, muitos católicos passaram a ter uma opção de divertimento para este período. Pouco convencional, porém, mais próxima do que gostariam de viver neste período.


No lugar do rei momo, o Rei Jesus. No lugar da rainha da bateria, a Rainha dos Céus - Maria, a Mãe de Jesus. E no lugar do consumo exacerbado de álcool, ambientes violentos, e lugares "proibidos para menores", os católicos encontraram em espaços como os retiros e encontros de Carnaval, lugares para levar a toda a família. Dos casais - pai e mãe, passando pelas crianças de colo, os jovens, e até os avós. Nos últimos anos, o evento tem contado, inclusive, com intérpretes de libras, o que garante acessibilidade aos surdos que podem também viver este momento.



Nesses 32 anos, outras expressões da Igreja na Arquidiocese também começaram a oferecer espaços alternativos, o que garantiu mais opções para os católicos passarem um "carnaval diferente". De modo que estruturas menores, e com propostas mais recolhidas, foram surgindo, de retiros fechados, com pernoite e em casas de oração, até encontros de um dia apenas. Foi o caso do Apostolado da Oração, e da Ordem Secular dos Carmelitas Descalços.


Há 26 anos o Apostolado da Oração realiza um retiro durante o período de Carnaval, que neste ano, aconteceu no Domingo de Carnaval (19), na Igreja São Judas Tadeu, bairro João Paulo. Dom Gilberto Pastana esteve com eles, e também presidiu a missa do encontro, que foi concelebrada pelo frei Nielsen OFM, e pelo padre Everaldo Araújo. Este último, diretor espiritual arquidiocesano do Apostolado da Oração.


"Tivemos um momento de formação com o Padre Rodrigo Gutemberg, diretor do Seminário Propedêutico São João Maria Vianney, que falou sobre o Ano Vocacional, que juntos com toda Igreja estamos vivendo 'Vocação graça e missão', 'Corações ardentes, pés a caminho'", explicou Luís Guilherme, vice coordenador arquidiocesano do Apostolado da Oração.



Já a Ordem Secular dos Carmelitas Descalços, recém presenteada pela aprovação do estatuto canônico pelo Vaticano, há dois anos consecutivos realizam um retiro de apenas um dia, no período do Carnaval. Neste ano, o momento aconteceu no domingo (19), na Igreja de São Maximiliano Kolbe, bairro Vinhais, com 70 participantes, que tiveram como programação três palestras sobre a Doutrina Espiritual de Santa Teresinha, com missa de encerramento presidida pelo pároco, padre Gutemberg Feitosa.



"Partilhando um pouco do nosso Retiro de Carnaval, em 19 de fevereiro de 2023, durante o qual meditamos sobre A Doutrina Espiritual de Santa Teresinha, baseada no livro do padre Philipon. Experiência maravilhosa, onde pudemos divulgar o Carisma para mais de 30 irmãos que desejavam conhecer o Carmelo", testemunhou Izabel Athayde Salgado, presidente da Ordem Secular dos Carmelitas Descalços


Outros Encontros de Carnaval na Arquidiocese:


17 a 21 de fevereiro - Eu quero! (Retiro para jovens) - Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Nazaré (Local: Seminário São João Maria Vianney)


18 a 21 de fevereiro - Alegrai - Comunidade Católica Efésios 6 (Local: Sítio Sagrada Família, Raposa, MA)


19 a 21 de fevereiro - Renascer - Comunidade Católica Shalom (Local: Colégio Upaon Açu).



19 e 21 de fevereiro - Louvai e Adorai - Comunidade Católica Louvor e Adoração (Local: Sede da Comunidade, Centro de Espiritualidade São Padre Pio, Cohajoli).


Posts recentes

Ver tudo