• arquislma

Carmelo São José: uma vida de dentro para fora


Irmãs do Carmelo São José

(Foto: arquivo pessoal do Carmelo São José)



Orar sem cessar é uma orientação que São Paulo menciona nas Escrituras Sagradas e viver uma vida de oração é o estilo de vida das irmãs carmelitas, cuja principal missão é rezar pelos sacerdotes, Igreja e pela salvação das almas.


Em São Luís, as irmãs carmelitas vivem em clausura no Mosteiro São José, da Ordem da Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo, localizado no bairro Santo Antônio. Há quem diga que a carmelita é o pulmão da Igreja, porque sem oxigênio não há como respirar. “Eu gosto de dizer que, pelo fato de ser uma vida escondida, somos como o sangue nas veias da Igreja: ninguém vê, mas todos sabem da importância que ele tem”, compartilha a irmã Maria Luísa do Espírito Santo, 45, mestra das noviças e segunda conselheira do mosteiro.


Fundado em 1981, o Carmelo São José está sob a orientação da madre Ângela de Santo Elias, eleita em abril de 2021, e abriga 23 irmãs (maioria maranhense, mas têm irmãs do Piauí, Pernambuco, Paraíba e Pará) que vivem em clausura.

Como forma de manter o carmelo, as irmãs confeccionam produtos como paramentos litúrgicos bordados, velas para liturgia e ornamental, além de restaurar imagens e fazer pinturas manuais. Tudo isto está à disposição do consumidor na loja situada dentro do mosteiro.



A vida contemplativa

A vida em clausura tem o objetivo de diminuir as distrações e promover o silêncio necessário para a oração e contemplação que são praticadas a todo instante.

Para entrar na vocação é necessário ter a idade mínima de 18 e máxima de 26. Luciene Silva, 21, paraense, em visita ao Carmelo São José, diz: “Viver uma vida vocacionada está no meu coração desde os 18 anos e a vida contemplativa é um chamado além do chamado; é uma vida muito linda porque é um silêncio que liberta e que fala tudo”.

Isabella Cristina, 20, sempre teve admiração pela vida contemplativa, mas nunca havia pensado em vivê-la, mas em um certo momento começou a perceber que algo dentro dela pedia mais oração, silêncio e contemplação. “O que mais me chamou atenção do estilo de vida das carmelitas foi o silêncio e a solidão. Não é uma solidão só, mas uma solidão povoada, uma solidão com Deus”, explica.

Esta solidão é equilibrada com uma vida em comunidade cheia de amor e partilha. Esses momentos são vividos constantemente nas recreações e no restante do dia todas elas desempenham suas tarefas rotineiras no silêncio, falando, caso for preciso, apenas o necessário.

Nestes dias, nunca foram tão necessários os serviços das carmelitas. “O que seria de nós sem elas rezando? Elas são o coração da Igreja, porque enquanto muitos param de rezar, elas continuam rezando”, afirma Luciene Silva.



Trajes

- Aspirantado (primeira fase): saia marrom, blusa creme

- Postulantado (segunda fase): recebe o hábito (veste religiosa)

- Noviciado (terceira fase): hábito e véu branco

- Voto perpétuo ou consagração definitiva: hábito e véu preto



Curiosidade

Você sabia que para se tornar madre tem que ter voto perpétuo e idade acima de 35 anos?



Loja Vinde e Vede

A loja física das irmãs carmelitas está situada dentro do mosteiro e oferece serviços manuais de:

- Confecção e restauração de imagens.

- Pinturas em tecidos, velas, imagens.

- Paramentos litúrgicos.

- Velas para liturgia e ornamental.

- Terços e cartões comemorativos.

Pedidos: (98) 3253-8274

30 visualizações