• Secom

SSVP: 130 anos a serviço da caridade na Arquidiocese de São Luís


A Sociedade que atua em 155 países, está presente no Brasil a mais de um século e na arquidiocese, há 130 anos, em mais de quinze paróquias em diferentes foranias.

A Sociedade São Vicente de Paulo - SSVP reúne leigos católicos que seguem a opção

preferencial pelos pobres e excluídos. A Sociedade trabalha a prática da caridade em favor dos necessitados, à luz do Evangelho, sob o carisma de São Vicente de Paulo e vida inspirada do seu fundador, Antônio Frederico Ozanam.

Criada em 23 de abril de 1833, em Paris, na França, por um grupo de seis jovens universitários católicos e um senhor, a Sociedade surge com o objetivo de aliviar o sofrimento das pessoas vulneráveis e fortalecer a fé de seus membros. A Sociedade espalhou-se pelo mundo e está presente em 155 países. No Brasil, a instituição foi fundada em 1872, que, ao longo de mais de um século, vem se espalhando por todo o território nacional.

A Sociedade em números;

Em média 30 milhões de pessoas são ajudadas diariamente pela dedicação dos 800 mil voluntários. Em nosso país, são aproximadamente 153 mil membros, chamados confrades (homens) e consócias (mulheres), que ajudam, entre outras frentes, a manterem creches, escolas, projetos sociais, lares de idosos, etc. Registra-se, ainda, um contato semanal com cerca de 74 mil famílias em situação de vulnerabilidade social.

Ao longo do tempo, uma grande rede de caridade se articulou a partir dos voluntários que se reúnem em conferências, que são grupos instalados em paróquias, escolas, residências que têm como objetivo organizar o serviço prestado por seus membros às famílias assistidas. No Brasil, existem cerca de 20 mil conferências.

A Sociedade na arquidiocese;

Na Arquidiocese de São Luís, a Sociedade São Vicente de Paulo atua desde a fundação de sua primeira conferência, na igreja Santo Antônio, em 04 de junho de 1889.

A Sociedade tem trabalhado na arquidiocese para abrandar a miséria dos pobres, partilhando com eles alimentos, roupas, remédios, dando suporte material para que possam recuperar a autoestima, dignidade, cidadania e principalmente a paz espiritual. Por meio de visitas semanais, as casas das famílias assistidas, os vicentinos monitoram a necessidade e o uso do auxílio material, a exemplo, cestas básicas, remédios, roupas, etc. Tudo que é partilhado é doado pela comunidade e, também, pela ação caridosa dos próprios vicentinos.

Sua organização administrativa, como rege seu estatuto, é formada por conferências, conselhos particulares e conselho central. Na arquidiocese, o conselho central é presidido pelo confrade Raimundo Nascimento Souza, que explica: “na prática da caridade, os vicentinos atuam nas famílias com total zelo e transparência, exercitando o carisma e buscando a santificação de seus membros promovendo o indivíduo baseado no tripé de atuação: material (assistencial), espiritual (evangelizadora) e transformador (promoção humana)”, declarou.

O confrade ainda explica que há uma feliz perspectiva de “implantar e reativar conferências nas paróquias e comunidades da Igreja local que não as têm instaladas, e, ainda, levar para outras dioceses do Regional o carisma vicentino, fundando mais conferências para ajudar a Igreja do Maranhão no trabalho de evangelização dos pobres e excluídos”, encerra.

A SSVP nas paróquias da arquidiocese

  1. Nossa Senhora dos Remédios;

  2. Nossa Senhora da Conceição – Anil;

  3. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro;

  4. São Francisco e Santa Clara;

  5. Nossa Senhora de Nazaré;

  6. Santo Antônio – Parque Vitória;

  7. Sagrada Família;

  8. Nossa Senhora Guadalupe;

  9. São José Operário;

  10. São João Calábria;

  11. Nossa Senhora do Rosário;

  12. São Vicente de Paulo – Apeadouro;

  13. Nossa Senhora da Glória;

  14. Santo Antônio;

Entre outras em implantação.

Como participar da associação? Que tipo de ajuda recebem e como colaboram?

Procure em sua comunidade se existe uma conferência vicentina, caso não exista, entre em contato com o seu pároco ou com o conselho central por meio do telefone (98) 98415-0123.

Ajudas: recebemos ajuda de benfeitores, membros das conferências, empresas etc. As principais ajudas são cestas básicas, remédios, materiais de construção, roupas, calçados.

Doações podem ser feitas:

  • Nas conferências;

  • Com os membros (confrades e/ou consórcias);

  • Nos conselhos particulares;

  • No conselho central;

  • Confrade Nascimento – (98) 98415-0123

  • Confrade Antony – (98) 98253-8760

  • Confrade Altany – (98) 98115-1200

  • Confrade Nonato Leal – (98) 98776-8683

  • No projeto Arte Caridade, na rua Pernambuco nº 20. Vila Izabel Cafeteira. (Consórcia Cleonice – 98 98732-9176)

#SSVP #Arquidiocese

28 visualizações