• arquislma

“É Tempo de Cuidar"


CNBB e Cáritas lançam segunda fase da Ação Solidária Emergencial


Com o objetivo de ajudar a combater a fome no Brasil, ajudando famílias em situação de vulnerabilidade diante da pandemia de Coronavírus, a Ação Solidária Emergencial “É Tempo de Cuidar” – iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Cáritas Brasileira, fortalecida com a parceria da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), o Movimento de Educação de Base (MEB) e a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC) – entrou em sua segunda fase no dia 11 de abril, Domingo da Misericórdia.

O bispo de Coroatá e presidente do Regional Nordeste 5 da CNBB, Dom Sebastião Bandeira, solicita apoio aos bispos, coordenadores de pastorais, grupos e movimentos, e dos organismos do Maranhão para colaborar com a segunda fase da campanha. “Convocamos todos a se envolverem neste grande mutirão em defesa da vida dos mais vulneráveis, pois a fome tem pressa e mais do que nunca, enquanto compromisso do evangelho ‘é tempo de cuidar’!”, incentiva Dom Sebastião.

As paróquias e pessoas de bem de todos os regionais do Brasil, são convidadas a fazer parte desta Ação. No Regional Nordeste 5, diversas iniciativas estão sendo realizadas nas 12 dioceses, como o projeto Sala da Cidadania, na Diocese de Caxias, e o projeto Ciranda do Pão, na Diocese de Balsas.

Na Arquidiocese de São Luís, além das ações de cada paróquia, as doações podem ser encaminhadas para a sede da Cáritas, que fica localizada na rua do Alecrim, nº 343, Centro. Ou pela conta da Cáritas no Banco do Brasil Agência 2972-6 C/c: 23706-X, ou ainda pelo Pix: financeiro.ma@caritas.org.br.


A Ação


A Ação Solidária Emergencial “É tempo de Cuidar” foi lançada no dia 12 de abril de 2020. Em sua primeira fase, a campanha produziu e distribuiu para as populações mais vulneráveis cerca de 717 mil alimentos (quentinhas), arrecadou e distribuiu 727.832 mil unidades de roupas e calçados, 411.580 mil kits de higiene e 414.114 mil equipamentos de proteção individual. Mais de 1,1 milhão de pessoas foram beneficiadas.

Em sua segunda fase, a CNBB pretende atingir não somente as entidades da Igreja, mas também as organizações dos mais diversos segmentos da sociedade civil, por meio do estabelecimento de parcerias e desenvolvimento de projetos conjuntos.


Fonte: CNBB Maranhão

19 visualizações

Posts recentes

Ver tudo